Pr�dios comerciais ganham f�lego no vizinho da Barra

12/Dec/18

Rio – O bairro de Jacarepaguá também atrai empreendimentos comerciais, que não param de ser lançados na região. A área vai receber, ainda neste ano, mais 1 mil unidades entre salas e lojas. Grandes construtoras como a Comasa, Efer, Fernandes Araujo, Leduca e Rubi fazem os últimos retoques em seus empreendimentos — esses imóveis contam com financiamento bancário.

A Leduca vai lançar, em junho, um condomínio na Freguesia com 240 salas comerciais e cinco lojas. O diferencial do Global Offices é o conceito de comercial com área de lazer, inspirado nos empreendimentos residenciais. “A ideia é agregar serviços e também áreas de lazer ao empreendimento, para dar suporte de conveniência a quem optar pelo nosso produto”, afirma Paulo Marques, sócio-diretor da Leduca.

A Rubi já prepara seu terceiro empreendimento comercial na região, o Neo Offices, com 178 salas e sete lojas.“Tivemos uma valorização de 20% no valor do metro quadrado comercial em apenas oito meses. Notamos que alguns investidores já olham para Jacarepaguá certos de que essa valorização vai aumentar ainda mais com as perspectivas de investimentos em infraestrutura visando a Copa e as Olimpíadas”, analisa Ana Carolina Alvim, diretora da Rubi.
 
A Efer adianta que vai lançar um prédio comercial, com 240 salas, na Rua Tirol. Serão unidades a partir de R$ 180 mil. “É uma das regiões que mais crescem no Rio. Por isso, queremos oferecer todas as facilidades a quem planeja abrir o próprio negócio”, diz Carlos Eduardo Penna.
Já a Comasa, que estreia parcerias com Gafisa e Pólo Capital Management, anuncia a construção de um comercial com 518 salas e 45 lojas.